Pular para o conteúdo principal

Postagens

ChatGPTQIA+

Para quem não sabe o que significa cada letra da sigla LGBTQIA+: L ésbicas, G ays, B issexuais, T ransexuais, Q ueer, I ntersexuais, A ssexuais, sendo que o símbolo “+” abarca as demais orientações sexuais e de gênero, representando pluralidade . [1] Essa sigla nasce de um movimento iniciado na década de 60, nos Estados Unidos, para reivindicar direitos para essa população. Através desse movimento foi possível garantir aqueles direitos. A bandeira que representa esse grupo de pessoas possui as cores do arco-íris que representam: Vermelho : vida. Laranja : cura. Amarel o : luz do Sol. Verde : natureza . Anil : harmonia/serenidade. Violeta : espírito humano. +++++++++++++++++ O que me levou a este tema tem muitas pontas. Não caberá aqui enumerá-las todas. Uma dessas pontas está relacionada com a recente tentativa de alguns parlamentares de orientação evangélica, de proibir a união de pessoas do mesmo sexo. Sugiro a leitura de matéria publicada no Estadão de 16/09/2023, que
Postagens recentes

PENSAR COM O FÍGADO II

  Aproveitei o "figão zangado"* para escrever alguns pensamentos ligeiros:  * https://espiritismosec21.blogspot.com/2023/03/pensar-com-o-figado.html ++++++++++++++++++++++ Alegria : é a felicidade que tem pressa de passar. Bajulador : é o interesseiro inseguro. Bondade : virtude que os homens acham que têm. Canalhice : é viver do trabalho alheio e reclamar que está recebendo pouco. Classificação 1 : classifica-se de ladrão, bandido, a pessoa pobre que furtou algo; mesmo que esse “algo” seja um punhado de comida. Classificação 2 : classifica-se cleptomaníaco [1] a pessoa rica que furtou algo e é tratada como alguém que sofre de transtorno comportamental o qual demanda ajuda psicológica, hospitalar, medicamentosa. [2] Criticidade : é uma forma de pensar o mundo com simplicidade, mas sem ser simplista. Dinheiro : é o símbolo daquilo que compra quase tudo. Dor : é descobrir que a pimenta esfregada no próprio olho não é refresco. Fuxiqueiro : é quem gosta de revelar segredos

TOLERÂNCIA ZERO

Nota: caso queira, o texto abaixo está disponibilizado em áudio no Youtube. Link abaixo: https://youtu.be/hbSeyY-DxXA Se eu sou eu porque você é você, e se você é você porque eu sou eu, então eu não sou eu e você não é você e a gente não tem o que falar. Mas, se eu sou eu porque eu sou eu, e você é você porque você é você, então eu sou eu e você é você e podemos conversar. (Rebe de Kotzk) Citado por rabino Nilton Bonder – Princípio da Tolerância ++++++++++++++++ A pior intolerância é a divina . (Autor desconhecido) ++++++++++++++++ Neste momento em que nos encontramos – todos nós, ameaçados pelo ressurgimento de ideologias extremistas que utilizam as redes sociais, e de grande polarização, é preciso que discutamos a questão da tolerância para não cairmos naquilo que Millôr Fernandes dizia: Democracia é quando eu mando em você, ditadura é quando você manda em mim.   É curioso notar que, embora a intolerância faça mal para o intolerado, ela prejudica muito mais o intolerante. Veja o caso

POBRES DE ESPÍRITO

Imagem aérea da favela Paraisópolis (à esquerda) e Edifício Penthouse (à direita) Cidade de São Paulo  Autoria do fotógrafo Tuca Vieira - Folha de S. Paulo - 2004 Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus Mateus 5:3   +++++++++++++++++++++++++++++ Bem-aventurados os pobres de espírito, porque deles é o reino dos céus. Mateus 5:3 +++++++++++++++++++++++++++++ NOTA; Caso queira ouvir o texto, segue o link: https://youtu.be/LGXbPRRk6NI +++++++++++++++++++++++++++++ Quem seriam esses “pobres” por quem Jesus tem em alta conta a ponto de prometer-lhes uma vida de máxima felicidade? A pergunta brotou da leitura do livro Tanto por fazer – o testamento de um serial killer de Theodore Dalrymple – pseudônimo de Anthony Daniels médico psiquiatra inglês. Nesse livro – uma história ficcional, o autor, por intermédio de seu personagem mostra o que pode acontecer quando um ser humano nasce e cresce num ambiente hostil, violento, de vícios, de idas e vindas a reformatórios